quarta-feira, 6 de maio de 2009

MAIS UM DOS CASTIGOS DIÁRIOS.



Com os grilhões de aço nos pulsos e tornozelos.



A corrente prendendo os braços ao teto.



Os prendedores de sempre beliscando-me os mamilos e a xana.



A coleira também em aço sempre justa no pescoço.



E depois dos habituais 60 minutos posiciono-me para a surra.



Normalmente, como já falei antes aqui, são 20 a 30 golpes.



Quase sempre na bunda.



Deixando-me belas marcas.



Além de gostosamente dolorida...

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário: